terça-feira, 13 de abril de 2010

RESENHA DO DOCUMENTÁRIO - SIMONAL "NINGUÉM SABE O DURO QUE DEI"


Por: Marcos Lopes

O documentário (2009) aborda a carreira de um astro em ascensão e nos ensina como é possível destruir a imagem e a reputação de alguém.

Tudo começa nos anos 60, retrata a vida de Wilson Simonal, filho de empregada doméstica, cabo do Exército, negro e pobre, que conseguiu alcançar o sucesso musical, fama e bastante dinheiro com seu jeito alegre e cativante.

De acordo com depoimentos de amigos e conhecidos de Simonal, o cantor fazia tanto sucesso que ficava atrás apenas de Roberto Carlos. De forma extremamente ousada, conseguia reger nos seus shows uma platéia de aproximadamente 50 mil pessoas.

Dono de um talento nato estava na mídia, chegou inclusive a ser garoto propaganda da Shell e apresentador na TV Record. Amigo de muitos jogadores desejou ser escalado para jogar na seleção nos 70, dentre esses amigos podemos citar o Pelé.
Depois de um longo período em ascensão e destaque, a queda de Simonal começa em 1971, época muito difícil de repressão e censura militar. Seu contador é acusado de roubo e, posteriormente é demitido por Simonal, insatisfeito com a demissão move ação de caráter trabalhista contra o cantor.

Usando de influência, pede para um policial do DOPS, assustar seu contador. O nome de Simonal é envolvido e caracterizado como mandante da agressão. Questionado, afirma ter ligação com os elementos do DOPS, portanto, passou a ser acusado de colaborador e delator daquele regime de repressão.

A vida é destruída, perseguido e processado, cai totalmente, viu-se falido sendo caracterizado o pior de todos. A classe artística vira a cara para o cantor, deprimido e alcoólatra, sua condenação foi até o fim de sua vida.

O cantor morreu em decorrência do alcoolismo e sua reabilitação moral ocorreu em 2003, com a conclusão do processo pela Comissão Nacional de Direitos Humanos da OAB - Ordem dos Advogados do Brasil.

O documentário parece programa show, muitas músicas, resgate de imagens e poimentos. Na verdade, os roteristas tentam resgatar a imagem do cantor que tanto encantou milhares de pessoas.

Ficha Técnica:
Gênero: documentário
Duração: 84 minutos
Direção: Claudio Manoel, Micael Langer e Calvito Leal
Edição: Pedro Duran e Karen Arkeman

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Marcos Lopes... Minha família... Minha vida!

Loading...

TEMPO

Google Hot Trends

ELVIS PRESLEY

Loading...

DOWLOAD FREE TOOLBAR GOOGLE-GAB

DUBLAGEM KIRKLOPEZ

Loading...

ESPN

Pesquisar este blog