terça-feira, 13 de abril de 2010

RESENHA DO DOCUMENTÁRIO - SIMONAL "NINGUÉM SABE O DURO QUE DEI"


Por: Marcos Lopes

O documentário (2009) aborda a carreira de um astro em ascensão e nos ensina como é possível destruir a imagem e a reputação de alguém.

Tudo começa nos anos 60, retrata a vida de Wilson Simonal, filho de empregada doméstica, cabo do Exército, negro e pobre, que conseguiu alcançar o sucesso musical, fama e bastante dinheiro com seu jeito alegre e cativante.

De acordo com depoimentos de amigos e conhecidos de Simonal, o cantor fazia tanto sucesso que ficava atrás apenas de Roberto Carlos. De forma extremamente ousada, conseguia reger nos seus shows uma platéia de aproximadamente 50 mil pessoas.

Dono de um talento nato estava na mídia, chegou inclusive a ser garoto propaganda da Shell e apresentador na TV Record. Amigo de muitos jogadores desejou ser escalado para jogar na seleção nos 70, dentre esses amigos podemos citar o Pelé.
Depois de um longo período em ascensão e destaque, a queda de Simonal começa em 1971, época muito difícil de repressão e censura militar. Seu contador é acusado de roubo e, posteriormente é demitido por Simonal, insatisfeito com a demissão move ação de caráter trabalhista contra o cantor.

Usando de influência, pede para um policial do DOPS, assustar seu contador. O nome de Simonal é envolvido e caracterizado como mandante da agressão. Questionado, afirma ter ligação com os elementos do DOPS, portanto, passou a ser acusado de colaborador e delator daquele regime de repressão.

A vida é destruída, perseguido e processado, cai totalmente, viu-se falido sendo caracterizado o pior de todos. A classe artística vira a cara para o cantor, deprimido e alcoólatra, sua condenação foi até o fim de sua vida.

O cantor morreu em decorrência do alcoolismo e sua reabilitação moral ocorreu em 2003, com a conclusão do processo pela Comissão Nacional de Direitos Humanos da OAB - Ordem dos Advogados do Brasil.

O documentário parece programa show, muitas músicas, resgate de imagens e poimentos. Na verdade, os roteristas tentam resgatar a imagem do cantor que tanto encantou milhares de pessoas.

Ficha Técnica:
Gênero: documentário
Duração: 84 minutos
Direção: Claudio Manoel, Micael Langer e Calvito Leal
Edição: Pedro Duran e Karen Arkeman

RESENHA DO FILME "O CÓDIGO DA VINCI


Por: Marcos Lopes
O filme é bastante polêmico e causa discussão por tratar de religião. Fiquei bastante intrigado com as teorias e ofensas apresentadas em referência a Jesus Cristo.

Essa versão altera os ensinamentos do cristianismo. Não posso acreditar na existência de um homem puramente comum, esquecendo-me do Jesus, divino e filho de Deus.

Será que Jesus teve algum relacionamento com Maria Madalena? Foram casados, os frutos dessa união ainda estariam vivos até hoje? Confesso que jamais ouvi falar nesse suposto relacionamento.

O cristianismo ensina que o filho Deus veio ao mundo para cumprimento de uma profecia, morrer na cruz para remissão dos pecados dos homens, e ressuscitar dentre os mortos.

Creio que o objetivo da trama é tentar nos convencer, mas não devemos levar tudo a sério. Verdade ou ficção? Eu, particularmente, acredito nos ensinamentos do cristianismo.

O filme, aborda a existência de uma suposta sociedade secreta defensora dos segredos da linhagem de Jesus (Priorado de Sião), com membros da Opus Dei e seu relacionamento com o Mestre misterioso (Professor).

A Opus Dei deseja o Santo Graal para conservar os segredos e o poder dentro da Igreja Católica. Contudo, o Mestre, deseja conhecer os segredos para revelar a verdade do cristianismo e esclarecer que Cristo não era milagroso, mas apenas um homem comum.

É possível verificar a comunicação através dos códigos. De acordo com as personagens, as obras de Da Vinci, estão repletas de símbolos, códigos, letras fora de ordem e anagramas. A interpretação dos símbolos ajuda na compreensão de fatos ocorridos no passado.

A trama inicia com a perseguição e morte de Jaques Saunière que é assassinado por Silas, um dos membros da Opus Dei, um anjo que diz matar em nome de Deus. A polícia encontra o corpo de Saunière na posição do homem vitruviano e com um pentagrama desenhado no peito. Cena repleta de mistérios e códigos a serem decifrados.

O Simbologista Robert Lagdon e a Criptografa, Sophie Neveu, acabam por desvendar todas as pistas deixadas por Saunière antes da Morte.

No final, descobre-se que Sophie Neveu é a descendente direta da linhagem de Jesus e ainda, que Maria Madalena está sepultada sob a pirâmide invertida de vidro no Louvre em Paris.

Como disse, creio nos ensinamentos do cristianismo, porém, caso se comprove a existência de verdade no enredo apresentado no filme, o cristianismo não passará de uma grande farsa que há bastante tempo engana a todos nós.
Ficha Técnica:
Diretor: Ron Howard
Elenco: Tom Hanks, Ian McKellen, Alfred Molina, Jean Reno, Audrey Tautou.
Produção: John Calley, Brian Grazer
Roteiro: Akiva Goldsman, baseado em romance de Dan Brown
Fotografia: Salvatore Totino
Trilha Sonora: Hans Zimmer
Duração: 153 min.
Ano: 2006
País: EUA
Gênero: Drama
Cor: Colorido
Distribuidora: Não definida
Estúdio: Columbia Pictures Corporation / Imagine Entertainment
Classificação: 14 anos

Marcos Lopes... Minha família... Minha vida!

Loading...

TEMPO

Google Hot Trends

ELVIS PRESLEY

Loading...

DOWLOAD FREE TOOLBAR GOOGLE-GAB

DUBLAGEM KIRKLOPEZ

Loading...

ESPN

Pesquisar este blog